entrevistainterviewslivrosmeninas super poderosas

Ela Simplesmente Foi Ver!

27 fev, 2013 / por / 1 comentário
Hoje vim contar um pouquinho da jornada da Cintia Magalhães, uma jovem escritora e jornalista que acabou de publicar seu primeiro livro! Ela relata sua experiência com textos super bacanas, fotos e dicas pra quem está se preparando para uma temporada longe de casa! E como viajar é comigo mesmo, achei o livro perfeito! Leiam e me contem o que acharam! 
 
“SIMPLESMENTE FUI VER”!
 
           Dizem que há males que vem para o bem. Um blog perdido foi o empurrão inicial para esta jovem brasileira começar a levar sua paixão  pela escrita e pelas viagens adiante. Cintia Magalhães lançou há pouco tempo seu primeiro livro, chamado “Simplesmente Fui Ver” e eu tive o prazer de conhecer um pouquinho mais sobre a jornada dela ate o lançamento do livro que esta encantando e inspirando jovens a se aventurarem e a se jogarem no desconhecido, sem medo de ser feliz! 
 
MS-Como foi que surgiu a idéia de escrever um livro?

CM-Quando fui au pair pela primeira vez, eu tinha um blog e todos comentavam muito. Depois o blog saiu do ar e perdi todas as histórias, fiquei arrasada.

Quando fui au pair pela segunda vez, não fiz um blog, mas costumava escrever emails para amigos e familiares contando meu dia a dia. Eram emails engraçados, com muitos detalhes, todos adoravam e repassavam para outras pessoas. Comecei a receber emails de gente que nem conhecia falando: “Pode me incluir em sua lista de emails? Quero fazer parte da “novela da Cíntia”. Então, percebi que estava agradando. Quando voltei para o Brasil, era época de fazer o meu trabalho de Conclusão do Curso de Jornalismo e amigos e professores me incentivaram a escrever um livro sobre minhas viagens. Achei uma ótima ideia, afinal de contas, eu tinha bastante conteúdo dos próprios emails e um caderno com muitas anotações.

Como jovem escritora, quais os tipos de barreira voce encontrou no caminho?
Certamente, investimento financeiro. Por enquanto, sou uma autora independente, isso significa bancar o livro inteiro, desde a concepção, diagramação, impressão e distribuição, até a participação na Bienal do Livro e outras feiras. Empresas e agências de viagens acham o livro maravilhoso, mas dificilmente patrocinam. Como eu precisava tê-lo pronto rapidamente, afinal de contas era meu projeto de conclusão de curso, não tive tempo de ir atrás de editoras. Agora com mais calma vou “vender meu peixe”.

Quanto tempo morou nos Estados Unidos e onde morou?
Morei dois anos e um mês em Nashville, Tennessee e aproveitei para viajar por mais de dez estados e muitas cidades. Posso falar que aproveitei o programa de Au Pair até o último minuto.
Fui au pair também na Antuérpia, Bélgica, durante um ano. Conheci 13 países.

 

O livro narra as histórias da Europa. Mas vida de au pair é igual em todo lugar.

Depois da jornada como Au Pair, qual foi o próximo destino?
Já voltei três vezes para os Estados Unidos para visitar a host family e também minha irmã e sua família que moram lá.
Também fiz uma viagem muito bacana, com mais de 10 amigos, para Buenos Aires.
Não vejo a hora de viajar novamente.

Visitou Nova York muita vezes? Algum lugar aqui que marcou?
Morava longe de Nova York, então não visitei muitas vezes. Foram quatro vezes no total. O que vai ficar para a história foi o Ano Novo na Times Square. Todos deveriam passar por essa emoção uma vez na vida, mas só uma vez. rs É muito frio e tumultuado. Porém, vale a pena, é história para contar.


Como você se preparava  antes de conhecer novos lugares? Pesquisava muito?
Na verdade, “planejamento e organização” não fazem parte da minha característica, portanto, eu nunca me preparava tanto para uma viagem. Gosto muito de simplesmente ir ver, não é à toa que o título do meu livro é SIMPLESMENTE FUI VER. Ficava muito atenta a tarifas promocionais ou oportunidades de viajar com algum amigo, assim que “pescava” algo bacana fazia o mochilão e pegava a estrada. Procurava por tours gratuitos nas cidades para onde eu iria, buscava alguma informação em blogs e sites de turismo, mas nada muito profundo. Aproveitava bastante as dicas de novas amizades que ia fazendo pelo caminho.

 

Importante: antes de ser au pair pela primeira vez, li todos os blogs que existiam na época. Isso sim eu fiz muito e recomendo.

 

 
O que te inspira no dia a dia?
Conhecer pessoas. Costumo dizer que mais do que lugares, conheci pessoas fantásticas e busco manter esse espírito, porque não há nada mais fascinante do que o ser humano.
 
Vai ter livro novo?!
Todos pedem uma edição sobre as aventuras pelos Estados Unidos e esse será o próximo, sem dúvidas.

Como tem sido sua vida desde o lançamento?
No meu bairro, trabalho, entre amigos, todo mundo me olha e já pergunta: “e aí, escritora? Como vai?”. É maravilhoso receber o reconhecimento dos familiares e amigos, isso é precioso. Porém, mais do que isso, é indescritível receber um retorno de alguém que não conheço que comprou meu livro e diz que o livro inspirou uma viagem, uma tomada de decisão, uma mudança de vida. Imagine? Com toda humildade, faço parte da história dessas pessoas.

Planos futuros?
Não vejo a hora de fazer outra viagem internacional com duração de no mínimo seis meses.
 
Uma mensagem pra quem sonha escrever e ter o livro publicado?

Primeiramente, força de vontade. Mas isso tem que ter para tudo, não é? É totalmente possível escrever um livro, não é fácil, mas é possível. E é muito gostoso receber os comentários e saber que de alguma maneira seu livro está influenciando pessoas. Se eu consegui, qualquer pessoa consegue.  -CM


Quem quiser comprar o livro e so mandar um e-mail para:  cintia@simplesmentefuiver.com.br

Se conhecem alguém que está indo fazer intercambio, o livro é uma otima opção de presente, né? Ou se está tentando convencer os pais a deixarem você ir, nada melhor do que mostrar de perto algo que inspire mais confiança para eles!! Eu adorei a ideia!

SUCESSO  cada vez maior pra voce!


Ficou curiosa? A Cintia disponibiliza o primeiro capitulo através deste link 

Veja também esses relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

1 Comentário

  • Olly's
    23 mar 2013

    Nossa que legaal *-* eu não sabia disso, mas vou procurar saber, afinal ela é quase minha vizinha, moro na cidade ao lado de São José dos Campos *-*

    Adoooro gente aventureira !

    Beijos!