au paircomo fazer intercâmbio nos estados unidosComo ser au pair nos Estados UnidosintercâmbioSem categoria

Como morar nos Estados Unidos e o programa Au Pair

03 jul, 2014 / por / 46 comentários

Um dos posts mais pedidos e longos do blog! Atendendo a pedidos vim contar um pouco mais sobre como vim parar aqui na terra do tio Sam!

Quando me perguntam qual foi a melhor época da minha vida respondo sem pensar duas vezes que foram os dois anos em que fui Au Pair! Nos anos de 2007 e 2008 deixei minha vida confortável no Brasil, minha família e amigos para vir realizar meu sonho de morar no exterior sendo Au Pair de uma família Americana (mais precisamente cuidar de trigêmeos de dois anos e meio, minhas host kids!). Apenas dois anos mas foi como se eu tivesse vivido 30 anos por tantas experiências legais, viagens, amizades e coisas que descobri sobre mim mesma. Dificuldade? MUITAS! Muitas mesmo! Chorei, fiquei com saudades e perdi o meu pai, que era a pessoa que eu mais amava. Fora os desafios do dia a dia de estar fora de casa, longe dos que amamos! Mas as coisas positivas foram sem dúvida muuuito maiores e fizeram tudo valer a pena, faria tudo de novo mil vezes e sei que onde quer que ele esteja ele esta feliz por eu não ter desistido de nada. E tem mais, é na dificuldade que a gente cresce e valoriza mais as coisas! E se depois deste post ainda restar dúvidas sobre embarcar ou não, espero que este video AQUI ou este AQUI inspire vocês, porque foram sem dúvida the best days of my life!

Então eu resolvi fazer um post no blog contando tudo com mais detalhes e postei um video no meu canal do YouTube também  explicando mais algumas coisas. O programa Au Pair,  é um intercâmbio   cultural (e de trabalho) aprovado pelo governo Americano e que permite morar no país legalmente por 1 ou 2 anos com uma família hospedeira, estudando, trabalhando e recebendo salário semanal em dólar.  Ou seja, uma oportunidade única pra quem quer ter verdadeira imersão na cultura americana, aprender inglês e se aventurar sem gastar muito. Fazer parte de uma família americana, compartilhar experiências… isso tudo pra mim era incrível!  Ah! No meu primeiro ano eu morei no estado de Maryland e no meu segundo ano eu estendi o programa com uma família na Virginia! Pro post ficar menos chato desenterrei algumas fotos do meu orkut e decidi postar aqui pra ilustrar essa época tão  especial na minha vida! Vamos começar então ?

Primeira tempestade de neve em que ficamos dias sem poder sair de casa direito! Olha a Karina e a Dani lá no canto fazendo guerra de neve em plena madrugada e saindo “de Robert” na minha foto!

 

Quais são os pré-requisitos para ser Au Pair nos ESTADOS UNIDOS?

– Ter entre 18 e 26 anos (algumas agências aceitam homens também)
– Ser solteira e sem filhos;
– Conhecimento intermediário de inglês;
– Gostar de crianças (muito importante!!)
– Ter 200 horas de experiência comprovada com crianças nos últimos 3 anos; (fácil de conseguir, eu expliquei no vídeo como eu fiz)
– Ter concluído o Ensino Médio;
– Carteira de motorista.

Algumas agências também oferecem o programa de Au Pair em outros países (saiba mais AQUI!e tanto os pré-requisitos como os benefícios são um pouco diferentes. O programa em outras regiões costuma ser menos popular do que nos Estados Unidos. Ah! E para as mais decididas e aventureiras, para ser Au Pair em alguns países da Europa dá pra fazer o processo todo  sem ajuda de agência. Um site legal para conhecer famílias por lá é o Au Pair World. Eu ficava horas viajando por ele.

A pessoa ficou tão animada que ia dirigir uma mini-van que fez em ensaio fotográfico com o carro na hora de folga! E a escada da entrada da casa que fotografou!
 

Gostei! Quero ir pros Estados Unidos! Como eu faço? Onde eu me inscrevo? 

Mesmo que você não tenha todos os pré-requisitos para ser Au Pair ainda,  já pode entrar em contato com uma agência e dar o passo inicial, de preencher o application, fazer o teste de inglês e matar as curiosidades com alguém que entende do assunto e que pode te auxiliar em tudo. Pra quem mora em São Paulo, eu recomendo entrar em contato com a Camila, da Experimento. Ela é minha amiga e pode ajudar vocês em todo o processo. O telefone de lá é (11)3255-2638 ou vocês podem enviar um email pra Camila direto: crsilva@experimento.org.br

Minha primeira vez vendo neve no Central Park <3
 
Existem três grandes agências de Au Pair aqui nos Estados Unidos que são representadas em diversos países por outras agências  de intercâmbio (como a World Study, Experimento, STB, etc). Elas são: Au Pair in AmericaCultural Care e Au Pair Care. Essas são as maiores, estão há mais anos no mercado americano e portanto tem mais famílias anfitriãs disponíveis,  o que é muito importante, principalmente quando você precisa trocar de família por motivo de rematch ou extensão. Eu vim por uma agência muito pequena, a CHI (Cultural Homestay International) através da World Study de Belo Horizonte. Nunca tive problema algum com a CHI aqui e até recomendo mas quando precisei trocar de família para o meu segundo ano, eles não tinham muitas opções disponíveis na região que eu queria ficar. Por sorte uma família tinha entrado na agência perto da data que eu precisaria mudar e moravam na região que eu gostaria de ir, que era Washington DC. Deu tudo certo.

O primeiro Au Pair Meeting  e biscoito americano ninguém esquece!
 
Eu não moro perto de uma agência de intercâmbio, como posso receber mais informação?
Você encontra absolutamente tudo pesquisando online nos sites das agências e pode também solicitar o catalogo sobre o programa gratuitamente (eu sempre pedia um pra ficar lendo e sonhando com o dia que seria minha vez :D). Dá pra fazer muita coisa do processo por telefone também! Algumas agências oferecem até palestras informativas  bem legais (saiba mais AQUI!)  que é uma oportunidade bacana de conhecer mais sobre o programa de maneira interativa e ainda levar seus pais para terem uma idéia melhor de onde a filha deles quer se aventurar.

Dispensa comentarios! Bolo que minha host family fez pra mim!
 
Quais são os benefícios do programa?

-Acomodação e refeições por um ano na casa da sua host family
-Salário semanal de USD 195,75 
-Bolsa de Estudos de até US$500
-Duas semanas de férias remuneradas e 1 dia e meio de folga por semana, além de um final de semana inteiro por mês.
-Cobertura de seguro saúde
-Opção de viajar  ou ficar 30 dias pelos EUA ao final do Programa
-Documento DS2019 para obtenção de visto
-Taxa SEVIS para o visto: USD 35
– Treinamento de 3-4 dias com outras Au Pairs antes do encontro com a família
-Segurança garantida pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos – visto específico para o programa
-Encontros mensais com a sua coordenadora local e outras Au Pairs que moram na sua região
-Oportunidade de extensão do programa por mais 6, 9 ou 12 meses

Eu e Cami, minha irmã todos estes anos nos Estados Unidos na nossa primeira viagem pra Philadelphia!

Quais as minhas responsabilidades como Au Pair?

Apesar de ser visto como intercâmbio cultural, o programa Au Pair é um intercâmbio de trabalho. Sim, você vai cuidar de crianças! Legal, né? É mais ou menos como ser a irmã mais velha, mas com algumas obrigações estipuladas de maneira profissional!  A escolha da família é feita por você,  então não se preocupe, ninguém vai te mandar pra cuidar de um recém nascido se você não  tem nenhuma experiência ou jeito pra isso. 
As suas responsabilidades são basicamente cuidar das necessidades da criança (OU criançaS, porque a maioria das famílias tem mais de um filho por aqui), garantindo sua segurança, além de  brincar, alimentar, levar para atividades e cuidar da parte de limpeza relacionada somente a criança. Saiba mais  dos seus deveres e limites AQUI!  Você vai trabalhar não  mais do que 45 horas por semana (ou não mais do que 10 horas por dia) em uma rotina que a família estabelece seguindo essa regra. Muitas meninas trabalham de segunda a sexta, 9 horas por dia e tem os finais de semana livres ( *perfeito*). Outras tem horários muito diferentes e seguem uma rotina com horários mais picados ou trabalham também aos finais de semana. Cabe a você ver qual rotina se encaixaria mais as suas necessidades e sentir se a família vai ser uma opção bacana pra você passar um ano da sua vida. 

Amores da minha vida que eu morro de saudade!
 
Como eu escolho a família?
Uma vez que você entrega o application preenchido de volta pra agência com os pré-requisitos, você ficará online no sistema da agência e logo as famílias poderão ter acesso ao seu perfil. Desta maneira verão se você seria um bom match pra eles e entrarão em contato! Essa fase geralmente é de muita ansiedade, porque estamos loucas para embarcar mas ao mesmo tempo queremos escolher a melhor família pro nosso ano! Fale com elas pelo Skype o máximo que puder e faça muitas perguntas  pra ter certeza de que está fazendo a escolha mais certa pra você! Quando ambas as partes decidem “fechar  negocio,”quando o famoso “match” acontece,  a agência auxilia em tudo pra você dar entrada no visto americano de Au Pair (J1). 

Visitando a White House (Casa Branca)!
 

Além de casa e comida, também terei carro so pra mim?

Uma ótima pergunta! Eu jamais fecharia com uma família que não oferecesse carro para meu uso pessoal, a não ser que fosse em Nova York, onde tem transporte público 24horas. Carro nos Estados Unidos não é luxo, é quase uma necessidade básica. A maioria das famílias mora em subúrbios onde é tudo muito longe e carro se faz necessário.  Se você ainda não tem carteira e quer vir, comece a se programar! Eu tive que tirar carteira pro programa mesmo, porque nunca soube dirigir e tinha pânico só  em pensar! Fui muito mal na prova prática e só passei na terceira tentativa!
Mas viu? Se eu consegui você também consegue! Os carros aqui costumam ser automáticos (basicamente só  freiar/acelerar, nem lembro o que é trocar de marcha) então toda aquela chatice de “rampa de frente, rampa de re” que você passou horas e horas aprendendo a fazer com controle de embreagem você pode esquecer, a coisa aqui é bem mais fácil (e plana!!)! 

Outra coisa!! A família é obrigada a garantir de alguma forma sua ida aos cursos que você fará  durante o ano e a gasolina gasta para o curso eles também bancam. Já a gasolina para uso pessoal costuma ser por sua conta!

Um dia típico de inverno e as minhas kids se deliciando na neve!

Mas e se der errado com a familia?

Toda Au Pair tem uma coordenadora local, que vai intermediar na relação da família com a Au Pair. Ou seja, qualquer problema que a Au Pair tenha, pode correr pra coordenadora. Caso seja um problema que não possa ser solucionado, a coordenadora e ambas as partes optam por um rematch, que seria fazer o match com uma outra família/au pair (substituir/fechar com outra família/au pair). É um processo as vezes chato, porque teoricamente você tem apenas duas semanas para fechar com outra família, mas conheço poucas meninas que acabaram voltando pra casa porque não encontraram outra host family disponível.  Por isso é importante vir com uma agência que tenha mais famílias no sistema, faz o processo de rematch mais fácil!

Essa é a host kid da Naty, que é outro presente que Deus me deu aqui e nossa amizade dura até hoje, mesmo ela já tendo voltado pro Brasil há anos! Nesta foto estávamos indo assistir High School Musical on Ice haha Aliás, foi ela quem criou o design anterior do blog! Ela tem um blog também, o Little Joia!  Ela quem  fez este video lindo pra mim há sete anos atrás das nossas aventuras por aqui que eu choro de saudade toda vez que assisto!
 

Quanto custa o programa?

Como as agências em geral seguem a mesma regra de pré-requisitos e benefícios,  eu recomendo pesquisar também em questão de preço, pois elas costumam variar um pouco uma da outra ou ter promoções especiais. Mas em geral, o programa costuma sair por cerca de U$1.000 e algumas ainda parcelam (por isso é bacana procurar agência antes mesmo de ter tudo pronto, assim já pode ir pagando antes de ir)! Você pode saber mais sobre preços AQUI!. No site das agências como este da Experimento vem explicando direitinho!

Encontro com outras Au Pairs amigas em Baltimore, no estado de Maryland, onde eu morei no meu primeiro ano de intercambio! Essa loirinha de azul é a minha amiga Amelie, da Bélgica e do lado dela é a Di, que fez intercâmbio na Bélgica depois de terminar o ano dela aqui (fiz um post no blog contando do meu primeiro mochilão pela Europa –tem video AQUI– e vou fazer outro do segundo mochilão, de quando fui visitá-las também)! Amizades que duram e durarão pra sempre <3
 
Dá pra ficar aqui depois do programa legalmente? 
Uma vez que você está nos Estados Unidos você pode aplicar pra troca de estatus do seu visto, como mudar o seu visto de trabalho de Au Pair (J1) para o de turista ou estudante. Ambos tem suas limitações,  mas são a maneira mais comum de extender sua estadia  na terra do tio Sam legalmente! Eu contei um pouco mais sobre troca para visto de estudante neste vídeo AQUI e neste post AQUI!  
Ainda tenho muuuitas dúvidas!

Ótimo! O programa de Au Pair é bem simples e direto mas vira e mexe brotam perguntas que deixam até as mais experientes confusas. Vários sites tem sessões dedicadas a perguntas assim, clique AQUI para ler mais! Pode também deixar suas perguntas no comentário abaixo que terei o maior prazer em responder pra vocês!  E pesquise, pesquise, pesquise! Assista vídeos no YouTube, entre nos grupos do Facebook, vá nas agencias, use e abuse do nosso amigo Google e se jogue nesta jornada, só você tem a capacidade de fazer deste o melhor ano da sua vida, vai ser incrível! 

Visitando minha amiga Ludimila na California! As host kids dela eram uma graça!

Veja também esses relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

46 Comentários

  • bianca
    30 dez 2016

    oii,sei o básico de inglês ,não teria como eu ir pra fazer um curso por lá ?

  • Alanna
    22 maio 2016

    Olá! Martha fiquei encantada com a possibilidade de realizar meu sonho de conhecer os EUA! Amei seu canal e seu blog, tenho algumas duvidas em relação ao programa mas a maior de todas é sobre a garantia, quando vc paga, vc tem garantia de que irá mesmo trabalhar? ou é apenas mais um passo? Beijos, me responde por favor <3

  • Lays
    11 maio 2016

    Oii, amei as informações postadas,
    Tenho 4 anos e meio de experiências com crianças na carteira registrada, fora os outros ‘bicos’ que peguei…
    Meu único problema é o dinheiro… Achei muito puxado, mas nada impede de ir! Achei esse programa super bacana de realizar, pois meu sonho é conhecer USA, independente do local (que são muitos, rs).
    Obrigada! Você tirou muitas dúvidas a respeito de gastos 😉

  • Francine
    13 mar 2016

    Olá Martha, tudo bem, gostei muito do seu post sobre sua experiência como au pair…seguinte, minha filha acabou de chegar nos EUA(Revere Massachussets) em 09/03/16, como turista, está na casa dos tios, ela gostaria de trabalhar como au pair lá, tem como ela conseguir esse trabalho já estando lá, procurar um agência diretamente lá, ela se encaixa em todos os requisitos…obrigada

    • Martha Sachser
      14 mar 2016

      Oieee!! infelizmente nao, ela precisa vltar pro brasil pra aplicar como au pair 🙂

  • Letícia
    07 mar 2016

    Boa tarde Martha, adorei o seu post.
    Ultimamente tenho pesquisado bastante tudo sobre ser au pair. Vi em uma das suas respostas que o que mais pesou foi a saudade da família, sim, esse é o motivo pq ainda não comecei os trâmites. Eu sou bem apegada a todos da minha família, minha mãe, meus avós, meu namorado. Mas entendo que é super importante isso…

    Qual a sua dica, você acha que ameniza ? Quais são os momentos de mais dificuldade ? Você ficou muito mal ?

    Obrigada!

  • Verônica
    14 fev 2016

    Oi Martha, adorei o post, tinha tudo o que eu queri saber, mas tenho uma dúvida..
    durante os 12 meses de intercâmbio morando com a host family, a Au Pair, ou seja eu (vamos supor), nas férias dela pode voltar ao Brasil para visitar a familia?

    • Martha Sachser
      19 fev 2016

      Oie!! Pode sim 🙂 No primeiro ano ela pode sair do pais pra qualquer lugar 🙂

  • Nayara
    02 fev 2016

    Olá Martha, AMEI seu post; foi muito esclarecedor.

    Sabe dizer se para o programa, é possível NÃO ficar na casa da família? Digo isso porque queria ir como Au Pair, mas, meu namorado também vai fazer intercâmbio, então queremos alugar algo juntos.

    Obrigada, super beijo!

    • Martha Sachser
      02 fev 2016

      Hmmm, nao 🙁 O programa eh intercambio cultural tambem, entao tecnicamente vc eh parte da familia 🙂

  • Claudivane
    22 jan 2016

    Olá Martha, adoreiii o post, eu tenho só uma dúvida HEHE!! Mas se acaso eu trancar a faculdade ( Eu FAÇO FACULDADE DE LETRAS-INGLÊS/PORTUGUÊS AQUI NO (BR) ) e ir para o intercambio eu poderia no caso depois de terminar os 2 anos de Au Pair e trocar para o visto de ESTUDANTE eu poderia CONTINUAR FAZENDO A FACULDADE DE LETRAS nos EUA, ( NO CASO PEDIR TRANSFERÊNCIA DA FACULDADE DO BRASIL PARA UMA FACULDADE DOS EUA) ??? Desculpa se ficou MUITOO confuso minha pergunta espero que possa me AJUDAA !! HIHIH

    • Martha Sachser
      22 jan 2016

      oie! Voce pode transferir sua faculdade pra ca se eles aceitarem, dai da pra eliminar algumas materias 🙂

      • Claudivane
        28 jan 2016

        Ah tá entendi! Obrigada pela a Resposta 🙂 …. AH eu também AMOOOO NYC, LOGO LOGO IREI TORNAR MEU MAIOR SONHO EM REALIDADE DE CONHECER FINALMENTE <3 NYC <3 hahaha #ANSIEDADE #ME #DEFINE agora HAHAHAH

  • Paula
    10 jan 2016

    Tenho apenas inglês básico posso participar do programa?

  • Ivani Santana
    16 nov 2015

    Olá! Martha amei seu video, gostaria de saber seu eu aos 41 anos tenho oportunidade de trabalhar como Au Pair ainda? Se sim, como faço?

  • […] de ter a experiência real, indo de casa em casa pedindo doce com as minhas host kids quando fiz o intercâmbio de Au Pair. Ano depois, cá estou, só que ao invés de sair perambulando sem destino certo, na noite de […]

  • Monica Costa
    10 ago 2015

    Marta tudo bem? Vc sabe me dizer de alguma agencia que aceite homens? E quais serviços eles poderiam prestar la?E se não tiver experiência? Uma amiga me disse que tem programa em que o homem faz o trabalho de tirar neve das ruas etc, é isso mesmo? Obrigada pela atenção.

  • Dani
    24 jun 2015

    Amiga, to viajando aqui no seu blog e percebi que sou eu e o Max ali no canto kkkkkkkk confundiu a Karina com o host-dog!!!

    Saudades desse final de semana e de todos os momentos que vivemos
    :(((((

    Beijinhosssss

    • Martha Sachser
      24 jun 2015

      Aaaah, que delicia ver vc aqui Dani! E que saudades desses nossos dias felizes na VA!! Serio, como o tempo voa!! Vc casando, karina com baby e eu aqui hahaha 🙂 Amo-te!! Espero ver vc aqui de novo em breve!!

  • […] barato, então super indico. Quer saber mais como participar do programa Au Pair? Basta clicar AQUI! ou […]

  • Renata Ambrosio
    28 maio 2015

    Oi Martha! Sou nova aqui no seu blog e estou completamente apaixonada! Acho que já assisti todos os seus vídeos, rsrs! E os seus posts são os mais úteis e esclarecedores que já encontrei! Mas tenho uma pergunta… Se eu for para os EUA como au pair e durante o intercâmbio eu fazer um curso de certificacão, desses que duram o ano todo e tem nas communities colleges, ao final do ano eu posso conseguir um OPT? Eu assisti aquele seu vídeo sobre os vistos, mas fiquei na dúvida se precisa fazer uma graduacão de quatro anos para conseguir o OPT, ou se esses cursos de certificacão/extensão já são suficientes.
    Desde já agradeco sua atencão! Te desejo todo o sucesso do mundo! Beijos beijos de uma brasileira que ainda sonha em morar em New York! 🙂

    • Martha Sachser
      28 maio 2015

      OI renata! Welcome :)) Entao, nao sei! Se for um curso superior, sim, dos de 2 anos ou 4. mas se for apenas cursos menores, que voce nao precise ser F1 student, eu acredito que nao!Mas a melhor coisa eh pergutnar na proprioa universidade semrpe! Mas julgando pelo obvio, vc so aplica pro OPT se vc for full time student ate onde eu sei 🙂 Boa sorte e volte semrpe!!!

  • Luana
    28 maio 2015

    Olá Martha, como foi se despedir da família, namorado (se tinha um) e amigos quando você foi para os USA? Xoxo

    • Martha Sachser
      28 maio 2015

      Oi Luana!
      Vim pra com 20 anos, solteirissima mas muita menina vem com namorado 🙂 Nao eh facil, ne? Mas quando eh pra ser, da tudo certo 🙂
      A saudade eh o que mais apertou, com certeza!!! mas eh tanta novidade que um ano passou voando, serio mesmo! Boa sorte pra vc!!

  • […] sempre recomendo! Para saber tuuuudo sobre como funciona, quanto custa, como começar, basta clicar AQUI que eu expliquei tudo detalhadinho! Começo então este post contando um pouquinho da minha […]

  • Gabriela Cerqueira
    18 abr 2015

    Olá, Marta! Adorei essa parte, que é dúvida de muitas garotas: o pós aur pair. Tenho 26 (limiiite) e irei antes de fazer os 27. Daí tenho duas dúvidas (me ajuda):

    1) Com os meus 27 já estarei aí, isso pode dificultar estenter meu visto por mais um ano como aur pair:

    2) Depois de dois anos como aur pair, vou aplicar visto para estudante. Voltar ao Brasil para tirar, pode dar errado: é mais seguro aplicar o visto estando nos EUA:

    Adorei seu blog! Muito interessante e com informações úteis e detalhadas. Parabéns!

    • Martha Sachser
      20 abr 2015

      Oi Gabrielaaa !:)
      Hmmm, quanto a pergunta numero 1, nao sei se itnerfere muito vc ja estando aqui. Claro, eles olham mais torto, mas estando aqui acho que eh tranquilo tanto pra achar familia quanto pra trocar pra estudante. Mas indo pro brasil pegar o visto eh mais arriscado mesmo :/ Espero ter ajudado! Beijao e boa sorte!

  • […]  Um ano depois juntei meus trapinhos e me mudei para a Virginia (contei tudo neste post AQUI), outro estado grudadinho na cidade do tio Obama. E estes quase 3 anos que passei por lá foram uns […]

  • Janaina
    08 mar 2015

    Ola Marta,amei seu post, eu moro aqui nos EUA meu marido tem emprego federal e gostariamos de trazer uma au pair do Brazil ja conhecida, ela nao sabe nada do Ingles +++ como somos brasileiros acredito que nao teria dificuldades, sera que seria possivel? Obrigada e tudo de melhor p/ vc querida.))Bjos… Jana

  • Nivia Nobrega
    23 dez 2014

    Eu fiz dois programas de Work And Travel e entendo completamente quando vc diz que foi maravilhoso. Esse período foi mágico pra mim tb, aprendi demais a viver, a valorizar as pequenas coisas e aproveitar cada momento de felicidade. Não é fácil mesmo, mas vale muuuuito a pena!!!!

  • Tainara Oliveira
    04 nov 2014

    Oiii Martha, amei seu post, me esclareceu bastante. E nossa! nem é tão caro quanto eu pensei.kkkkkkkkkkkk. Obrigadooo

  • Laira Tomaz
    24 jul 2014

    Oi Martha. Gosto muito do seu blog. Sempre que o visito fico viajando, literalmente.
    Sempre sonhei em conhecer os EUA e já tem um tempo que venho participando de feiras de intercâmbio para me informar mais sobre o assunto, mas ainda tenho aquele medinho de largar tudo e não ter a quem recorrer, caso algo não dê certo. Você também se sentia insegura quanto a isso?

    Beijos

    • Martha Sachser
      29 jul 2014

      Como eu semper sonhei morar aqui nao tinha muuuuuita inseguranca, mas tinha medo de sentir muita saudade pq sou muito apegada a minha familia! Mas superei, ja que aqui as coisas contecem muto rapido e eh tudo novidade ne? hj tneho a sorte de te-los comigo mas com certeza, o que pedou mais foi a saudade 🙂 Boa sorte rpa vc :)))

  • Laura Lima
    15 jul 2014

    Oi Martha! Amei o post. Sou umas das suas seguidoras que te mandou um email pedindo pra nos contar sobre as possibilidades de morar legalmente no país. Mas infelizmente não preencho mais o requisito para Au Pair, um dos motivos é que já estou com 27 anos : ( Mas você sabe se existe outro tipo de programa de trabalho ou algo parecido para estar indo? Alguma outra possibilidade? rsrsrs Amo seus posts por que você é sempre muito clara em suas explicações. Bjosss!!! Ah! Obrigada!

    • Martha Sachser
      29 jul 2014

      Oi laura! Com certeza as agencias de intercambio tem opcoes pra pessoas que nao entram no au pair! e depois de terminar seu intercambio vc pode extender pra turista/estudante e ficar aqui mais um pouco 🙂 boa sorte!!!!!

  • Liz Reis
    03 jul 2014

    Olá Martha, meu nome é Liz e tenho 15 anos. Pretendo fazer intercambio também, gostaria de saber, como conseguiu aperfeçoar o inglês, na época de intercambio, se fez curso aqui no Brasil, antes de ir para o Estados Unidos e aonde, tenho dificuldades no inglês, que dica você da para mim? Qual a melhor forma de aprender inglês? Quais dificuldades você passou ?
    Bom, acho que são só essas perguntas, desculpe tantas perguntas kkk. Aguardo respostas e obrigada.E mais uma coisa kk amei o post. Agora sim acho que só, obrigada.

    • Martha Sachser
      04 jul 2014

      OI Liz! Tudo bem? Poxa, voce ainda tem tempo pra ser AU PAir, entao da pra alavancar o ingles! Uma dica que me ajudou foi trsduzir musica e escrever cartas 🙂 Traduzir musicas principalmente 🙂 Pq eu adoro ouvir musica 24 horas por dia, entao nem senti que estava aprendendo! Comprei um dicionario bom (da Oxford) e me joguei 🙂 Espero que ajude! boa sorte!

  • Liiu Costa
    03 jul 2014

    Marta eu conheci seu blog pelo da Bruna e amei. Meu sonho é morar em Nova York, eu adorei esse jeito de ir pra lá, mas eu ainda estou na faculdade e quando me formar já vou estar perto de completar 26. Não sei se largo tudo e vou, tô numa dúvida cruel.

    • Martha Sachser
      04 jul 2014

      Oi Liiu! Muuuitas meninas trancam a faculdade e vem ou ate terminam ela aqui depois com visto de estudante 🙂 A idade eh infelizmente um fator decisivo, ne? Pense com carinho 🙂 Eu acho uma experiencia de vida incrivel, mas cada um sabe dos seus objetivos, ne? Boa sorte <333

    • Liiu Costa
      04 jul 2014

      Estou pensando em trancar e ir, nossa realmente deve ser uma experiência incrível mesmo. Só preciso praticar melhor meu inglês, que ainda estou no básico, mais com intermediário já posso ir, né?

  • Amanda Karen
    03 jul 2014

    Oi Martha! Amei o post! Você é uma grande inspiração! Só me tira uma duvida? Depois que você terminou o seu segundo ano como au pair, para trocar o visto, você teve que voltar para o Brasil? Ou pode trocar diretamente ai do Brasil? Obrigada e bjos ������

    • Martha Sachser
      03 jul 2014

      Pode trocar aqui sim.Eh tranquilo! Mas Eu expliquei melhor no video de troca de visto como que funciona essa parte tambem 🙂

  • Amanda Karen
    03 jul 2014

    Oi Martha! Amei o post! Você é uma grande inspiração! Só me tira uma duvida? Depois que você terminou o seu segundo ano como au pair, para trocar o visto, você teve que voltar para o Brasil? Ou pode trocar diretamente ai do Brasil? Obrigada e bjos ������